Sexta-Feira 13 e minha reflexão sobre o medo

De fato fui uma criança medrosa e assustada, então, não, não assisti a maioria dos filmes clássicos de terror. Então, difícil falar sobre os filmes mais populares normalmente lembrados na data de hoje. #shameonme #soquenao

Depois na adolescência, e um tanto metida a rebelde eu comecei a desafiar alguns medos, por exemplo, de assombrações, e lembro inclusive que eu e um grupo de amigos da escola passamos por aquela fase de brincar de jogos derivados do ouija (comunicação com o além), assistir O Chamado, O Grito, a Bruxa de Blair, O Exorcista, e ir a lugares no centro da cidade (vilas) completamente abandonados para procurar por algo sobrenatural, enfim… normal né? Mas coisas siniiiistras começaram a acontecer, colega agindo de forma estranha e  assustadora, pesadelos, inquietações! Fooram dias de terror, nunca tinha rezado tanto nessa minha existência 😡 haha. 

Imagem

Bem, os filmes que mais me assustaram nessa época foram a Bruxa de Blair e O Exorcista! Esse último me assustou taaaanto que eu jurei pra mim mesma e em uma oração que eu nunca mais iria ver filmes do gênero e foi assim que até hoje eu nunca vi O Exorcismo de Emilyn Rose, e não, não vou assistir meeeesmo! Fiquei até na vontade quando eu soube que quem faz a menina atormentada é a Jennifer Carpenter ( ❤ para ela), a mesma atriz que faz a Deb, irmã do Dexter (um dos meus seriados preferidos), mas vou ficar na vontade mesmo. 

Imagem

Hoje em dia adoro filmes com zumbis, vampiros (Crepúsculo não conta), e outros seres sobrenaturais, e filmes que possuem mais suspense do que terror de fato, maaas não me sinto nada atraída por filmes do tipo do Freddy Krueger e Jason. Alguém poderia me dizer alguma vantagem e por que eu deveria assistir esses filmes? 😛 Até agora não senti vontade nenhuma!

Imagem

No mais, sobre o sentimento do medo mesmo, fique refletindo com o Michel sobre isso hoje, porque justamente HOJE, quando todos estão falando de Terror, cheguei em uma parte da minha leitura de 1984 de George Orwell que fala justamente sobre  o maior medo que o ser humano pode ter e fiquei refletindo sobre isso, qual seria o meu maior medo? Mas aquele medo que é além do medo, aquele que poderia me fazer desmaiar ou me entregar, me sentir completamente sem saída.
Consegui pensar em alguns, como o medo da dor, da tortura e de uma sala lotada de sapos (sim, eu tenho paaaaavor de sapos)!
E lembrei, também, do medo que passei no hospital (recentemente tive que passar por uma cirurgia), eu me tremia toda toda vez que vinham para me colocar no soro, para aplicar algum remédio, trocar de lugar aqueles acessos na veia (aaah como eu odeio esses acessos! Usei em 3 lugares diferentes em 5 dias) e principalmente na hora de entrar no centro cirúrgico sabendo que iria ficar apagada por algumas horas (mal sabia que essa seria a melhor parte de tudo).
Ao refletir naqueles momentos percebi que o medo vinha da minha perda de controle de mim mesma, quem me controlava naqueles momentos eram as “benditas” técnicas de enfermagem que escolhiam como iriam me tratar, os remédios e suas reações e aqueles fios de soro e acesso que impediam parte da minha mobilidade! Eram eles que decidiam como eu iria me sentir a partir dali.

Após perceber isso, passei a respirar fundo e tentava lembrar das minhas histórias preferidas e o que elas falavam sobre  o medo (haha sim, que nem uma criancinha). Tudo isso para recordar que eu tinha controle de tudo acima dessas sensações físicas, que eu podia muito bem controlar todas aquelas emoções e minha mente para me manter sensata e racional apesar da relatividade da matéria.
Segue os quotes principais dessas histórias, ou mantras (Pq né? Ficava repetindo para mim mesma o tempo todo), LEIAM, elas podem lhe ajudar também:

“O medo é o caminho para o lado negro. O medo leva a raiva, a raiva leva ao ódio, o ódio leva ao sofrimento.” (Yoda ❤ em Star Wars)

“Eu não temerei. O medo é o assassino da mente. Medo é a morte pequena que traz a obliteração. Enfrentarei meu medo. Não permitirei que ele passe sobre mim ou através de mim. E, quando ele se for, voltarei minha visão interna para olhar sua trilha. Por onde o medo passou nada restou. Apenas eu permaneço.” (Litania Contra o Medo da Irmandade Bene Gesseritt de Duna).
Imagem

Sou maluca por usar fantasia e ficção para viver a realidade?! Espero que não, pois vi que funcionou e pretendo usar sempre que me deparar com alguma situação de medo novamente, rs. 

Bem, para finalizar esse post quero dizer que estou no final de 1984 de George Orwell, então por esses dias farei uma resenha sobre ele e falarei mais sobre essa parte do medo, provavelmente.

E sobre filmes para inspirar o dia de hoje eu vou deixar um link de um vídeo abaixo, do Canal JovemNerd, com um Top 10 Filmes de Terror, pois concordei bastante com eles sobre o que de fato É o terror e também, com alguns filmes que eles citaram e eu assisti, como o próprio Bruxa de Blair e O Exorcista, e sim, eu fui uma que acreditei que a Bruxa de Blair era um documentário real -_-“, e além deles, assisti também A Mosca e A Coisa! 
Nesse Top 10 eu acrescentaria O Iluminado de Stanley Kubrick inspirado em uma história de Stephen King (aliás o livros dele são ótimas inspirações para um dia como hoje, também). 

Link do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=vGU7TtGqsGk

E você? Me conta qual o seu maior medo, e as histórias (filmes/livros) que mais lhe assustam e assustaram.

É isso e a Moral da História de hoje é: A fantasia (e não só a de filmes e livros, mas aquela da sua cabeça) pode lhe fazer ter pesadelos e criar alguns medos surpreendentes em si mesmo, mas ela também pode ser o remédio para isso, pois traz ótimas dicas de como supera-los. Tudo está relacionado com suas escolhas e sua visão de mundo. 

Abraços Fraternos e Até Mais!

Anúncios

Sobre vanessacorrea87

Em uma frase resumo toda minha paixão e sede por livros, filmes, mitos, filosofia, psicologia, ciência, tecnologia e afins: "Portanto, mais importante do que o que se foca, vê, lê ou ouve é o que se desperta, de si mesmo, na medida em que se foca, vê, lê ou ouve." JT E é nisso que eu acredito e pauto o meu viver! :)
Esse post foi publicado em Sobre Atualidades, Sobre Filmes e Seriados, Sobre Livros, Sobre Qualquer Coisa e marcado , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Sexta-Feira 13 e minha reflexão sobre o medo

  1. Erika Izumi disse:

    Vanessa!! vc tem um blog!! que legal!!! hehehehe… eu nunca brinquei da brincadeira do copo pq minha mãe me proibia hahahahahaha e eu tive uma amiga que brincava e depois ficou acontecendo umas coisas estranhas com ela.. meda!… o exorcismo de emily rose eu já vi, e é beeeem bom pra quem gosta de terror! hihihihi… quando eu era pequena eu gostava de filmes de terror, mas tinha muito medo e me lembro que o único que eu assistia era o “sexta-feira 13” porque o Jason não matava criança!! então eu dormia tranquila sabendo que ele não ia me matar de noite!! hahahahahha… eu também adoro ficção e fantasia, seja em livros ou filmes, e trazer um pouco disto pra vida real só faz a vida ficar mais legal de ser vivida!.. vou contar o meu maior medo, que é ao mesmo tempo o meu maior sonho!! ver ETs!!! hahaahahahahahahahhahah… adoooooro histórias de ETs!! a verdade com certeza está lá fora, já dizia o Mulder!!! Toda vez que eu viajo de avião eu fico olhando pela janela na esperança de um OVNI ficar zanzando ao redor do avião!! hahahahaahha.. q coisa de maluca né!… um bjo pra vc!! saudade de todo mundo aí do lab! e saudade de Manaus!!! 🙂

    • Hahaha pois é, eu não aconselho ninguém a fazer a brincadeira do copo ou o que equivalha, só escuto histórias sinistras sobre e minha experiência foi péssima, fiquei traumatizada HAHA!
      Eu quando pequena era tão medrosa… tão medrosa, que tentei ver o Brinquedo Assassino e NÃO CONSEGUI, só bastou ele aparecer que eu desliguei a Tv, me diga, que criança compraria aquela coisa horrorosa?! Eu hein! E o tempo passou e nunca me bateu vontade de ver, hoje tenho a sensação que esses filmes são um tanto ridículos, rs.
      Temos o mesmo gosto, então poderemos fazer boas trocas de ideias e sugestões, maravilha :D~

      Hahahaha morri de ri com o seu medo de ETs, disso não tenho medo não, mas eu estava lembrando ainda agora que eu até hoje tenho medo sabe DO QUÊ?! Da abertura da Voz do Brasil, aquele programa de rádio, acredita?! Tenho uma sensação péssima quando escuto hahaha, quando vejo que tá quase para começar mudo de estação ou desligo desesperadamente o rádio, kkkkkk.
      Adorooo o Mulder ❤ quando ver um OVNI me avisaaaaa, sou louca para ver um também, 😀

      Bjoooos e saudades também! Inclusive do laboratório! Mulher como faz pra terminar de escrever uma dissertação?! Não aguento mais, estou engatada em uma parte da revisão que pelo amoooordideus!

      • Erika Izumi disse:

        hahahahahahahaha voz do Brasil foi fogo!!!!!! eu adoooro ler tb!! mas ultimamente ando lendo bem pouco!! é porque quando eu começo eu não quero parar até chegar no final, uma coisa meio doentia! e por isso não estou começando a ler nenhum, senão não paro mais, e tenho umas coisas do pósdoc pra terminar de escrever!!! heheheheehe senão o Spartaco não vai ler isso pronto nunca!!! hahahahaha… Uma coisa que eu sempre fiz pra escrever dissertação, tese, artigo, etc, é comprar uma barra de chocolate e colocar do lado do computador… tipo, escrevo uma página e como uma fileira inteira… ao mesmo tempo que é uma recompensa pelos neurônios perdidos, é um estímulo pra conseguir escrever até preencher a próxima página!! hehehehe… mas já aconteceu de comer metade da barra em uma folha e meia… hahahahahaha… acontece!…. a propósito do seu outro post, eu sempre tenho idéias malucas pra trocar sobre a vida, o universo e tudo mais!! posta as suas doideiras aqui que eu respondo a altura!! hahahahahaha bjosss 🙂

      • Ameeei essa resposta haha! Maravilha! Adorei a dica tbm, mas pelo amor de Deus, vou defender essa dissertação gordinhaaa! Hahahaha vc pode abusar!
        Se até segunda eu não produzir nada de bom vou começar a tomar atitudes mais radicais mesmo, rs. Experimentar o chocolate, ser mais chata com a disciplina, pois sou péssima nesse quesito tudooo me distrai, dos livros a internet e a formiga que está passando no chão naquele momento haha. Testar umas torturas chinesas, sei lá kkkkk NÃO VEJO A HORA DE ACABAR! Só para começar tudo de novo, né? 😡

  2. Aton disse:

    Vanessinha, eu tinha medo de tudo e mais um pouco quando criança.
    Criado em uma família extremamente católica e com alguns amigos evangélicos pra servir de tempero, meu medo de tudo só crescia. Medo do escuro (corredores então?), de fantasmas, do diabo…
    Tremia depois de ver reportagens do Fantástico sobre ETs e consegui ter medo até de piscinas, pois meu professor de natação dizia que menino que não sabia nadar era comido por tubarões (sim, eu acreditava que haviam tubarões nas piscinas).

    Mesmo assim, ainda tentava assistir um filme ou outro de terror quando moleque. Na adolescência é que resolvi enfrentar e, um a um, fui transferindo os personagens do terror para a coluna das tosqueiras. Freddy Krueger, Jason, Chucky… Todos eram/são patéticos.

    E pode assistir o Exorcismo de Emily Rose tranquila: é mais pra um relato psicológico do que sobrenatural.
    Além disso, sempre que quiser ver um filminho de terror/suspense, chama uma galera legal (tipo a Chris e eu 😛 ), que saiba fazer piadas sem estragar o filme. Sai bem mais light. 😉

    • Hahaha nunca imaginaria você com tantos medos assim! Soltei o riso na parte da piscina kkkkk.

      Boa dica para assistir filmes de terror, mas Emily Rose só vou assistir quando eu esquecer a promessa que fiz haha. Pq vai que, né? Já perdi muito o medo de demônios e de ser uma das protagonistas nessas histórias de exorcismo haha (a doida). Mas mesmo assim, não faço questão de assistir ainda.

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s